Cálculo rescisão com FGTS - Atualizado para 2020

Calcular a rescisão trabalhista e o FGTS de todo período trabalhado.

Dados iniciais para o cálculo da rescisão

Saiba quanto de FGTS você tem direiro de receber.

Infelizmente é comum muitos trabalhadores exercerem suas funções nas empresas sem se quer assinar a carteira de trabalho. Muita das vezes estamos condicionados a pensar que pelo fato de não termos nossa carteira assinada não temos direito ao FGTS, o que na verdade é um equívoco.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado na década de 60 para proteger o trabalhador demitido sem justa causa. Sendo assim, no início de cada mês, os empregadores depositam, em contas abertas na CAIXA, em nome dos seus empregados e vinculadas ao contrato de trabalho, o valor correspondente a 8% do salário de cada funcionário. Com o fundo, o trabalhador tem a chance de formar um patrimônio, bem como adquirir sua casa própria, com os recursos da conta vinculada. Além de favorecer os trabalhadores, o FGTS financia programas de habitação popular, saneamento básico e infraestrutura urbana, que beneficiam a sociedade, em geral, principalmente a de menor renda teste.

O depósito do FGTS é feito pelo empregador até o 7º dia útil do mês subsequente ao mês trabalhado.

O valor do depósito é de 8% ao valor do salário pago ao trabalhador. Caso o contrato de trabalho seja firmado através da lei nº 11.180/05 (contrato de aprendizagem), o percentual é reduzido para 2%. No cálculo deste site, consideramos apenas 8%.

O FGTS não é descontado do salário. É uma obrigação do empregador, exceto em caso de trabalhador doméstico.

Nesta calculadora, além das verbas trabalhistas, será possível também calcular o valor do FGTS de todo o período trabalhado, para que você tenha uma noção exata do valor que tem a receber e assim poder negociar ou até mesmo fazer um acordo com seu patrão.

Saldo de salário é a remuneração que será calculada de acordo com o número dos dias e horas em que o empregado trabalhou no mês da rescisão do contrato de trabalho. Ele será devido junto com as demais verbas rescisórias decorrentes do fim do vínculo.

Aviso prévio indenizado é quando o funcionário é dispensado sem justa causa e o empregador não deseja mais continuar com funcionário na empresa, ou seja, o empregador dispensa o funcionário e a partir daquele momento não quer mais o funcionário na empresa, o empregado possui o direito de receber o salário dos 30 dias de aviso prévio, mesmo sem trabalhar. O pagamento do aviso prévio deve ser realizado nos 10 dias após a demissão.

13º salário É o valor do 13º salário (um salário extra) proporcional ao número de meses trabalhados no ano em que você foi demitido. Se você trabalhou até o dia 14, o último mês trabalhado não entra na conta. Se trabalhou até o dia 15 ou daí em diante, conta como um mês inteiro.
Nessa soma dos meses trabalhados, você deve incluir o seu período de aviso prévio indenizado ou trabalhado.
Por exemplo, se você trabalhou até o dia 31 de janeiro e seu período de aviso prévio foi de 39 dias (30 dias + 9 dias por três anos de trabalho), você receberá o 13º salário proporcional a dois meses de trabalho.
Para fazer esse cálculo, divida o valor do salário por 12 e multiplique o resultado pelo número de meses trabalhados no ano. Do 13º salário proporcional, será descontado INSS e IR, conforme o valor.

Férias O funcionário tem direito a tirar férias de 30 dias a cada período de 12 meses trabalhado e a receber a remuneração do mês mais um terço por isso. Se você é demitido e ainda não tirou as férias a que tem direito, receberá esse valor na rescisão. Se você completou um ano na empresa, passou a ter direito a férias, mas não tirou ao longo dos 12 meses seguintes, a empresa deve pagar o salário mais um terço em dobro pelas férias vencidas, como explica o contador Luiz Fernando Nóbrega, do CFC.

Multa por atraso no pagamento da rescisão referente ao Art. 477 da CLT é devida por atraso no pagamento das verbas rescisórias.

Indenização adicional referente a Lei nº 7.238/1984 art. 9º: O empregado dispensado, sem justa causa, no período de 30 (trinta) dias que antecede a data de sua correção salarial, terá direito à indenização adicional equivalente a um salário mensal, seja ele optante ou não pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS.

Neste programa, diferente dos outros encontrados na internet, você poderá calcular todos os périodos de férias e 13º salário e não apenas as férias e 13º salário do mês de rescisão.

Cálculos mais detalhados

Calcular correção monetária
Sistema para cálculo de correção monetária online. Calcula a correção monetária de um valor utilizando os mais variados índices econômicos do mercado. Conta também com a opção para calcular juros, multas, custas e honorários.
Cálculo petição inicial trabalhista online
Aplicativo para cálculos trabalhistas online. Muito utilizado para cálculo trabalhista para petição inicial, liquidação de sentença ou até mesmo para formular acordos entre as partes. Calcula todas as verbas do trabalhador durante todo o período trabalhado e faz a devida correção monetária (IPCA-E, IPCA, INPC, TR).
Calcular Rescisão do contrato de trabalho (TRCT)
Programa para calcular a rescisão de contrato do trabalhador. Calcula de forma simples e prática todas as verbas rescisórias durante todo o período trabalhado. Emite o TRCT e os devidos anexos na conformidade com a Port. 1.057 do MTE.
Fluxo de caixa grátis
Programa grátis para que você possa controlar suas contas a pagar e a receber de forma simples e prática. Faça você mesmo o controle de suas finanças e tenha maior poder sobre seu dinheiro. Com os gráficos e relatórios do sistema será possível saber para onde vai cada centavo seu.